Domingo, 24 Outubro 2021 | Login
Jessica Senra revela ‘princípio de burnout’ e anuncia volta à TV no dia 28

Jessica Senra revela ‘princípio de burnout’ e anuncia volta à TV no dia 28

A apresentadora Jessica Senra, que está de licença da TV Bahia, revelou o motivo do afastamento repentino das telinhas em uma postagem no Instagram (ver abaixo), na tarde desta terça-feira (22). Ao mencionar o alto grau de estresse que o trabalho tem lhe rendido, durante a pandemia, acompanhado de ataques gratuitos nas redes sociais, ela contou que teve um “princípio de burnout”, mas tranquilizou os fãs ao explicar que está sendo acompanhada. “Tá tudo certo”, disse a jornalista, que já estará de volta ao Bahia Meio Dia na segunda-feira (28).

A Síndrome de Burnout é um distúrbio de ordem psíquica, de caráter depressivo, que vem precedido de esgotamento físico e mental intenso, muito comum entre profissionais de saúde que atuam durante a pandemia. Para chegar a um estágio semelhante, Jessica revelou o estresse a que ela e muitos colegas têm sido submetidos, durante a cobertura da crise sanitária.

“Vim aqui dizer que tá tudo bem comigo. Aquele tudo bem no esquema pandemia, né? Tod@s estamos bastante mexid@s, vivendo um luto coletivo de mais de 500 mil vidas perdidas, falta de vacina, crise econômica, crise política, social… é difícil estar bem, ainda que nossa condição individual possa parecer boa”, iniciou.

"Qualquer pessoa com o mínimo de empatia está sentindo profundamente este momento. E cada um tem vivenciado suas próprias questões pessoais e profissionais. No caso dos jornalistas, a pandemia trouxe uma carga de informação enorme, muito trabalho e mais um monte de angústias, preocupações, medos, tristezas… além de ataques gratuitos de pessoas ignorantes que canalizaram suas próprias frustrações pra nós. Nós não somos robôs sem coração que apenas enunciam notícias. Somos pessoas de carne e osso, também vivenciando os inúmeros problemas da pandemia, com parentes e amigos que amamos e não queremos perder, com preocupações das mais diversas, pessoais e coletivas”, listou a apresentadora.

Jessica Senra destacou que, para algumas pessoas, todo esse cenário “pode desencadear alguns gatilhos”, quando tocou no seu caso pessoal. “Segunda devo voltar à TV, pra alegria de uns e desespero de outros! Cuidem de vocês. Cuidem dos seus. Cuidem da saúde física e mental. ‘Espalhem amor por onde flor’”, concluiu.

Nas duas últimas semanas, Jessica Senra tem sido substituída no BMD pela colega Camila Marinho. Ela apresentou o telejornal da hora do almoço pela última vez no dia 10 de junho.

Em abril, a apresentadora já havia ficado alguns dias afastada do noticiário. Antes de retornar, explicou que estava tudo bem, mas que precisou "desconectar de tudo essa semana". Na ocasião, já havia citado o estresse da pandemia.

"Trabalho, mestrado, redes sociais... estamos todos e todas vivendo um momento extremamente tenso, estressante e desafiador. Meu trabalho é minha grande paixão, mas sempre foi muito estressante. E a pandemia potencializou isso exponencialmente. Estar mergulhada em notícias desanimadoras e deixar de lado tudo o que me dava prazer e relaxamento tornou tudo mais complicado", escreveu a apresentadora na ocasião.

Itens relacionados (por tag)

  • Tiago Leifert explica saída antecipada do The Voice: 'Minha família precisa de mim'

    A decisão de Tiago Leifert de deixar o "The Voice Brasil", da TV Globo, de forma antecipada pegou os fãs de surpresa. Após a confirmação da emissora, o apresentador foi até o Instagram para explicar a escolha.

    "Olá pessoal! Minha família precisa de mim em São Paulo nas próximas semanas e, por isso, com coração partido, tem mudança de planos. Meu amigo querido André Marques assume o 'The Voice' na segunda fase do programa. Na primeira (fase) ainda estou lá, estreamos dia 26 de outubro. Em breve conversamos mais", completou o apresentador reforçando a presença nas "audições às cegas".

    Já em entrevista ao GNT no YouTube, que foi ao ar hoje à noite, o apresentador afirmou que não foi fácil construir sua carreira na TV. "Não me fez bem [passar do ponto], eu me sacrifiquei por muitos anos".

    "Essa mistura de lazer e trabalho cansa. O que mais pegou para mim foi o negócio de ser multitarefas. Eu estou pirando com isso, esse negócio de produtividade", disse.

    No papo, ele ainda admite que não se vê seguindo a vida que tinha antes. "Funcionou por uma parte da minha vida, mas eu não sei se hoje eu vou ser mais produtivo se eu me sacrificar desse jeito de novo".

     

  • Após acusações pornográficas, Yasmin Brunet processará Simone Medina

    Parece que a treta da família Medina está muito longe de ter uma conclusão. Após publicar com exclusividade a carta que a mãe de Gabriel Medina escreveu ao filho e o print com as mensagens em que Simone atacava Yasmin Brunet, a coluna LeoDias recebeu a informação de amigos próximos à modelo que ela irá processar a sogra.

    Com a mensagem enviada ao surfista sobre um suposto vídeo íntimo de Yasmin Brunet enquanto ela ainda era menor de idade, Simone pode responder por pornografia infantil, calúnia e difamação.

    “Ah, me esqueci. Recebi um vídeo da Yasmin fazendo uma chupeta. Tenho até vergonha de reproduzir a palavra. Ela estava bem louca em uma festa no condomínio dela no Rio. Novinha! Bêbada, no estacionamento, fazendo isso num cara e depois vomitando”, disse Simone.

    Vale lembrar que, após este último ataque, Gabriel Medina decidiu bloquear a mãe em todas as redes sociais e aplicativos de mensagens. Nesta última conversa, Simone não poupou ataques e ofensas à nora e chegou a comparar Yasmin com uma atriz de filmes pornô.

     

  • Morre aos 82 anos Sergio Mamberti, o eterno doutor Victor do Castelo Rá-Tim-Bum

    O ator Sergio Mamberti morreu aos 82 anos nesta sexta-feira (3) de falência múltipla de órgãos. Com mais de 60 anos de carreira e papéis de destaque no teatro, TV e cinema, ele é sempre lembrado por viver o doutor Victor do Castelo Rá-Tim Bum, na década de 1990.

    Desde 25 de agosto, Mamberti estava internado para tratar uma infecção nos pulmões. Ele também tinha uma deficiência cardíaca, o que tornava seu quadro mais delicado.

    O artista sofreu uma piora na última semana, foi intubado e levado para a UTI de um hospital da rede Prevent Senior, em São Paulo. A morte foi confirmada hoje pelo filho do ator, ao Bom Dia São Paulo.

    Antes, ele chegou a passar 19 dias internado com penumonia. Segundo o filho, a mudança de clima em São Paulo acabou prejudicando a saúde do pai.

    Mamberti deixa quatro filhos. Duda, Carlos e Fabrício Mamberti são fruto do casamento com Vivien Mehr, que durou até 1980, quando ela morreu, aos 37 anos. Ele teve uma quarta filha, Daniele, adotada com Ednaldo Torquato, com quem teve um relacionamento por 37 anos. Ednaldo morreu em 2019.

    Carreira começou no teatro
    Sergio Duarte Mamberti nasceu em Santos (SP) em 1939, onde passou sua infância. Lá mesmo começou a fazer parte de grupos de teatro, ainda na adolescência. O que começou como uma diversão acabou virando profissão.

    Ele se formou em Artes Cênicas na Universidade de São Paulo e estreou com uma peça profission al em 1963, com Antígone América. Em 1975, ganhou o Prêmio Molière de melhor ator pela peça Réveillon. Sua última atuação no teatro foi em 2019, com o ovo de ouro.

    Na TV, estreou em 1968 com Tenório em Ana, exibida na Record, onde atuou em outros folhetins até 1971. Depois, na Manchete participou de Dona Beija (1986), Helena (1987), A História de Ana Raio e Zé Trovão (1990) e Pantanal (1990).

    Nos anos 1980 foi para a Globo. O primeiro papel foi de Galeno Sampaio em Brilhante (1981). O maior destaque foi como o mordomo Eugênio de Vale Tudo, em 1988, que foi um dos suspeitos de matar Odete Roitman (Beatriz Segall).

    Mas um dos papéis que mais o marcaram foi o de doutor Victor, no Castelo Rá-Tim-Bum, de 1994 a 1997. Recentemente, ele chegou a afirmar que essa havia sido sua "obra-prima", por unir "educação, cultura e comunicação".

    No cinema, também participou de clássicos. Atuou em Toda Nudez Será Castigada (1973), Parada 88 - O Limite de Alerta (1978), O Homem do Pau-brasil (1982), A Dama do Cine Shanghai (1987), Perfume de Gardênia (1992), Brava Gente Brasileira (2000), Xuxa Abracadabra (2003), O Homem Que Desafiou o Diabo (2007), Aconteceu no Bixiga (2012), O Inventor de Sonhos (2013) e O Pastor e o Guerrilheiro (2021).

     

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.