Segunda, 20 Setembro 2021 | Login
Inflação de agosto na região metropolitana de Salvador fecha 0,70%; índice é o maior para o mês em 20 anos

Inflação de agosto na região metropolitana de Salvador fecha 0,70%; índice é o maior para o mês em 20 anos

A inflação do mês de agosto na região metropolitana de Salvador (RMS) fechou em 0,70%, segundo informações divulgadas nesta quinta-feira (9), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os dados fazem parte do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O índice da RMS desacelerou pela terceira vez consecutiva, ficou novamente abaixo do nacional (0,87%), mas foi a maior inflação para um mês de agosto em 20 anos, desde 2001, quando o índice havia ficado em 1,14%.

Segundo informações do IBGE, o IPCA da região havia sido de 0,75% em julho, 0,86% em junho e 1,12% em maio.

Com o resultado do mês, o IPCA na RMS tem alta de 5,64% no acumulado de janeiro a agosto de 2021. A inflação acumulada no ano está ligeiramente abaixo da nacional (5,67%), supera a de 2020 (4,31%) e se mantém a maior para um ano desde 2016, quando o IPCA fechou dezembro com uma alta de 6,72%.

Nos 12 meses encerrados em agosto, a inflação na RM Salvador ficou em 8,59%. De acordo com o IBGE, seguiu acelerando em relação aos 7,98% registrados nos 12 meses encerrados em julho, embora ainda se mantenha abaixo do acumulado no país como um todo (9,68%).

Grupos de produtos e serviços em alta
Em agosto, oito dos nove grupos de produtos e serviços que compõem o IPCA apresentaram altas, na Região Metropolitana de Salvador.

Segundo o IBGE, apenas o grupo habitação (-0,10%) teve deflação no mês, influenciado, sobretudo pelo aluguel (-1,16%) e pela energia elétrica (-0,32%), que mostrou recuo após aumentar seguidamente desde abril, acumulando alta de 9,78% no ano de 2021.

Os alimentos voltaram a ser a principal pressão inflacionária na RM Salvador, em agosto, com alta de 1,02%. Foram puxados pelos produtos consumidos em casa (1,41%), sobretudo leite e derivados (3,96%), com o leite longa vida subindo 5,38%; aves e ovos (2,89%); panificados (pães em geral, com 1,90%); e o café moído (7,87%).

O aumento médio das despesas com transporte (0,60%) exerceu a segunda maior pressão de alta no custo de vida em agosto, na RMS. O grupo foi puxado pelos carros novos (3,33%) e usados (2,03%).

A gasolina também seguiu em alta (0,39%), embora desacelerando em relação a meses anteriores. No ano de 2021, já acumula aumento de 33,65%, o segundo mais intenso entre as centenas de itens pesquisados para formar o índice de inflação.

O grupo vestuário (2,16%) também teve aumento importante em agosto, na RMS, e deu a terceira principal contribuição para a elevação do IPCA no mês. Foi puxado pelas roupas femininas (2,79%), masculinas (2,20%) e pelo calçados e acessórios (2,06%).

INPC pouco maior que o IPCA
Na Região Metropolitana de Salvador, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a inflação das famílias com menores rendimentos (até 5 salários mínimos), ficou em 0,76% em agosto, um pouco maior que o IPCA (0,70%).

Foi o 10º maior índice para o mês entre as 16 áreas pesquisadas, ficando abaixo do resultado do país como um todo (0,88%). Ainda assim, foi o maior INPC para um mês de agosto na RMS desde 2002, quando o resultado havia sido de 0,97%.

O IBGE informou que praticamente não houve variação em relação a julho, quando o INPC da RM Salvador havia sido de 0,75%.

De janeiro a agosto de 2021, o INPC acumula alta de 5,89% na RMS e chega a 9,14% nos 12 meses encerrados em agosto. No Brasil como um todo, os acumulados são, respectivamente, 5,94% e 10,42%.

Itens relacionados (por tag)

  • Bahia liderou a geração de energia eólica em julho

    A Bahia liderou a geração de energia eólica e ocupou o segundo lugar na fonte fotovoltaica (solar) em julho. Os dados são da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) e constam no informe executivo de energia eólica e solar de setembro, divulgados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE) nessa sexta-feira (17). O Estado tem em operação 205 parques eólicos, que tem 5.260 Megawatt (MW) de capacidade instalada.

    “Já na energia solar, (a Bahia) conta com 34 parques fotovoltaicos em operação, com mais de três milhões de módulos em funcionamento e capacidade instalada em mais de 1 mil MW. O potencial de geração de energias limpas da Bahia é incrível pois geramos emprego e renda para o povo e receita aos municípios”, destacou o secretário de Desenvolvimento Econômico Nelson Leal. Somados, os empreendimentos nas duas fontes investiram R$ 25,7 bilhões na Bahia e deverão injetar cerca de R$ 30 bilhões em municípios baianos nos próximos anos.

    Ainda segundo a secretaria, a fonte eólica gerou mais de 78,8 mil empregos em toda cadeia produtiva e mais de 57,8 mil postos na construção dos parques eólicos que já estão em operação. A previsão é que sejam criados mais 69 mil empregos diretos e indiretos para os parques que estão em implantação ou com obra a ser iniciada.

    A energia solar abriu 13 mil empregos diretos na fase de construção dos parques que já estão em operação e estima criar mais 47,4 mil empregos diretos nos projetos em andamento. Em toda cadeia produtiva são promovidos 30 empregos por MW, 43% são empregos diretos durante a fase de construção dos parques.

  • Prefeito anuncia reforço da Guarda Municipal em pontos de ônibus

    Em coletiva virtual, realizada na manhã desta sexta-feira (17), o prefeito Bruno Reis anunciou que a Guarda Civil Municipal (GCM) vai atuar no reforço a segurança dos pontos de ônibus da capital baiana. As rondas iniciam já nesta sexta-feira (17).

    Os guardas estarão presentes nos equipamentos entre às 5h e 8h da manhã e, no início da noite, entre 17h e 20h. Segundo o prefeito, a medida visa proporcionar maior segurança nesses ambientes.

    Nosso objetivo é melhorar a segurança, dar mais conforto ao usuário, garantir economia e melhorias estéticas. Com o programa, estamos colocando dois postes em todos os pontos, reforçando assim a iluminação para os cidadãos que aguardam o transporte. Assim, a Prefeitura tem dado apoio na questão da segurança pública”, explicou o prefeito Bruno Reis.

    Além do reforço da GCM, o prefeito confirmou que vai modernizar, ampliar e tornar mais eficiente a iluminação dos equipamentos.

  • Bombeiros continuam a combater incêndios em várias áreas da Bahia

    O Corpo de Bombeiros atua em combate a incêndios em pelo menos nove áreas de vegetação em vários pontos da Bahia, nesta sexta-feira (17). Além disso, os bombeiros baianos prestam apoio para ajudar a conter um incêndio que acontece no Piauí.

    Em Luís Eduardo Magalhães, no oeste, o trabalho dos bombeiros continua às margens do Rio Cabeceira de Pedras. Um avião modelo Air Tractor realiza o combate aéreo e monitora possíveis novos focos na região.

    Também no oeste, em Barreiras, o combate às chamas continua na Serra do Saco (Povoado Sapé). Duas aeronaves modelo Air Tractor estão sobrevoando as áreas atingidas também para prestar apoio e monitorar a situação.

    Na região de Morpará, há situações distintas. Em Mundo Novo, o incêndio permanece controlado. Já nas Serras da Cascalheira e da Ema, assim como em Caxambeira o combate continua. O efetivo lo local foi dobrado e dois aviões modelo Air Tractors dão apoio também na área.

    Em Baianópolis, bombeiros especialistas em prevenção e combate a incêndios florestais foram deslocados para o combate na comunidade de Barbosa Há incêndios em andamento ainda em Mulungu do Morro, na Serra do Boqueirão, em Ituaçu, no Povoado da Lagoa Preta, em Tremedal, e em Guaratinga.

    Em Lençóis, na Chapada Diamantina, o monitoramento continua perto a uma vazenda. Em Oliveira dos Brejinhos, o iincêndio que acontecia já está controlado na localidade de Serra Passo do Cavalo.

    Por fim, bombeiros da Bahia atuam em um incêndio em São Raimundo Nonato (PI). Em Percata o monitoramento continua. Na região da Serra da Serra da Estação o incêndio está controlado.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.