Quinta, 02 Dezembro 2021 | Login
Salvador suspende vacinação contra covid para realizar Dia D de Multivacinação

Salvador suspende vacinação contra covid para realizar Dia D de Multivacinação

Acontece neste sábado (16), das 8h às 16h, o Dia D da Campanha de Multivacinação em Salvador. No total, serão disponibilizados 108 pontos de imunização espalhados por toda a cidade, onde as crianças e adolescentes de 0 a 14 anos, 11 meses e 29 dias poderão atualizar a caderneta vacinal. Para reforço à estratégia, a aplicação da vacina contra covid-19 estará suspensa na cidade amanhã.

Iniciada em 1º de outubro, cerca de 6 mil crianças e adolescentes já procuraram os postos de saúde da rede municipal para atualização da caderneta vacinal durante a estratégia. Desse total, cerca de 5,4 mil crianças e adolescentes necessitaram receber a dose de algum imunizante do calendário básico que estava em atraso.

O Dia D é mais uma oportunidade desse público ter acesso aos imunizantes contra Hepatite A e B, Poliomielite, Meningococo tipo C e ACWY, diarreia por rotavírus, Papilomavírus-HPV, pneumonias, febre amarela, varicela, difteria, tétano, coqueluche, sarampo, caxumba, rubéola e formas graves de tuberculose.

“Estaremos com equipes mobilizadas em toda cidade para oferta das vacinas do calendário básico. Convocamos os pais que levem os filhos de até 14 anos 11 meses e 29 dias aos pontos de imunização para as equipes avaliarem a necessidade de atualização da caderneta vacinal. Nesse período de pandemia, pudemos comprovar mais uma vez a importância da imunização para prevenção dessas patologias”, explica a subcoordenadora de Doenças Imunopreveníveis, Doiane Lemos.

Itens relacionados (por tag)

  • Com 32 mutações, nova variante do coronavírus pode comprometer imunidade

    Uma nova variante do coronavírus descoberta na África do Sul acendeu o alerta em cientistas devido ao seu alto número de mutações, que podem levar a novas ondas de covid-19. Já foram confirmados 10 casos em três países (Botsuana, África do Sul e Hong Kong) por sequenciamento genético.

    A variante B.1.1.529 tem 32 mutações na proteína spike, a parte do vírus que a maioria das vacinas usa para preparar o sistema imunológico contra a covid-19. As mutações na proteína spike podem afetar a capacidade do vírus de infectar células e se espalhar, mas também dificultar o ataque das células do sistema imunológico sobre o patógeno.

    O virologista do Imperial College London Tom Peacock defendeu que “deve ser muito, muito, monitorado devido a esse perfil horrível de picos”, acrescentando que pode acabar por ser um “aglomerado estranho” que não é muito transmissível. “Espero que seja esse o caso”.

    A médica Meera Chand, microbiologista e diretora da UK Health Security Agency, afirmou que, em parceria com órgãos científicos de todo o mundo, a agência monitora constantemente a situação das variantes de SARS-Cov-2 em nível mundial, à medida que vão surgindo e se desenvolvem.

    “Como é da natureza do vírus sofrer mutações frequentes e aleatórias, não é incomum que surjam pequenos números de casos apresentando novas mutações. Quaisquer variantes que apresentem evidências de propagação são avaliadas rapidamente”, acrescentou ao The Guardian.

    Os cientistas observam a nova variante, em busca de qualquer sinal de que esteja a ganhar força e acabe por se espalhar amplamente. Alguns virologistas da África do Sul já estão preocupados, especialmente devido ao recente aumento de casos em Gauteng, uma área urbana que inclui Pretória e Joanesburgo, onde já foram detectados casos com a variante B.1.1.529.

    Ravi Gupta, professor microbiologista da Universidade de Cambridge, afirmou que o seu trabalho em laboratório revelou duas mutações na B.1.1.529 que aumentam a infecção e reduzem o reconhecimento de anticorpos. “Parece certamente uma preocupação significativa com base nas mutações presentes”, disse.

    “Contudo, uma prioridade chave do vírus desconhecida é a infecciosidade, pois é isso que parece ter impulsionado principalmente a variante Delta. A fuga imune é apenas uma parte da imagem do que pode acontecer”, acrescentou Gupta.

    Já o professor François Balloux, diretor do Instituto de Genética do University College London, considera que o grande número de mutações na variante, aparentemente acumuladas num “único surto”, sugere que pode ter evoluído durante uma infecção crônica em uma pessoa com o sistema imunológico enfraquecido, possivelmente um doente com aids não tratada.

    “É difícil prever o quão transmissível pode ser nesta fase. Por enquanto, deve ser acompanhado de perto e analisado, mas não há razão para demasiada preocupação, a menos que comece a subir de frequência num futuro próximo”, afirmou Balloux.

  • Bahia tem quase 3 milhões de pessoas com vacina atrasada e doses podem ser perdidas

    Caso as pessoas não procurem os postos de saúde para completar o esquema vacinal contra a Covid-19, a Bahia vai atingir em breve a marca de 3 milhões de baianos que não estão com a vacinação em dia. Até a manhã dessa quarta-feira (24), são mais de 2,9 milhões de atrasados entre segunda dose e dose de reforço. E a vacina que está guardada esperando essas pessoas pode ser perdida.

    De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), do total do público que está com a segunda dose em atraso, 341.494 tomaram a vacina Coronavac; 358.796 Oxford/AstraZeneca; e 1.219.490 Pfizer/BioNTech. Em relação à dose de reforço, 1.013.074 de pessoas já poderiam ter ido a uma unidade de saúde.


    E caso as pessoas não retornem aos postos de saúde para tomar a vacina, as doses podem ser perdidas. Segundo a diretora da vigilância epidemiológica do Estado, Márcia São Pedro, as doses enviadas da Pfizer, por exemplo, precisam ser aplicadas no prazo de até 31 dias, por conta das especificidades no armazenamento.

    “Uma vez enviadas aos municípios, as doses só mantêm a validade em temperatura positiva pelo prazo de até 31 dias. Por isso, é tão importante que a população esteja atenta a esse retorno e compareça aos postos de vacinação para concluir o esquema vacinal contra a Covid-19”, pontua.

    Leia mais: Salvador precisa vacinar 90% da população para ter Carnaval seguro, diz Fiocruz

    A Sesab não informou se alguma dose de Pfizer ou de outro fabricante de vacina chegou a ser perdida por esse motivo. Para a Secretária da Saúde do Estado, Tereza Paim, as pessoas devem buscar ter a imunização completa, pois é isso o que garante maior proteção contra a doença.

    “É importante que as pessoas busquem as unidades de saúde para se vacinarem contra a doença, incluindo também a dose de reforço. O esquema completo de vacinação dá uma maior garantia de defesa contra a doença”, ressalta. Ela ainda destaca que a principal medida para conter o avanço da Covid-19 é a imunização.

    Algumas cidades da Bahia, como Salvador, oferecem a opção de vacinação no formato drive thru (Foto: Otávio Santos/Secom)
    Leia mais: Hospital Roberto Santos tem surto de covid-19 e pacientes são transferidos

    Situação na capital também é preocupante
    O problema vivenciado no estado é refletido na capital. Em Salvador, dentre as pessoas com 12 anos ou, mais habilitadas para o recebimento da 1ª dose, mais de 70 mil ainda não compareceram aos postos para iniciar o ciclo vacinal. Outras 283 mil estão com o fechamento do esquema atrasado, e cerca de 156 mil ainda não foram tomar a dose de reforço.

    Passados dez meses do início da Campanha de Vacinação contra a Covid-19 na cidade, o número de não vacinados chama a atenção e acende o alerta vermelho da Secretaria Municipal da Saúde (SMS). O titular da pasta, Leo Prates (PDT), afirma que os números são alarmantes e apela para que as pessoas busquem o imunizante para evitar uma nova onda da doença na cidade.

    “Este é um número que muito nos preocupa, e é um cenário que já estamos acompanhando na Europa, chamado de 'pandemia dos não vacinados’. Na Alemanha, França, Dinamarca e Áustria, por exemplo, o aumento do número de casos, internações e mortes, atualmente, são de pessoas que não se vacinaram contra o vírus, e não queremos isso em Salvador. Por isso estamos fazendo um forte apelo para população comparecer ao ponto de imunização”, destacou.

    Segundo o secretário, a Prefeitura de Salvador disponibiliza diariamente dezenas de pontos de imunização para garantir o acesso às doses da vacina (1ª, 2ª e 3ª), além do serviço de agendamento prévio, vacinação domiciliar, escolar e vacinação itinerante. Alertas também são enviados por mensagem via WhatsApp, conscientizando para a importância da iniciação e fechamento do ciclo vacinal, bem como da dose de reforço.

    Leia mais: Diretora da OMS diz que mundo está entrando em quarta onda de covid-19

    “Estamos nos esforçando ao máximo, de segunda a sábado, para garantir esse direito da população, mas precisamos contar com a conscientização dessas mesmas pessoas que estão sendo beneficiadas”, finalizou Prates.

  • Bahia registra 11 mortes e 172 novos casos de covid-19 em 24h

    De acordo com o boletim epidemiológico desta segunda-feira (22), a Bahia registrou, nas últimas 24 horas, 172 novos casos de covid-19 e 11 mortes pela doença. O número de casos teve uma taxa de crescimento de +0,01%.

    Dos 1.255.653 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.225.692 já são considerados recuperados, 2.720 encontram-se ativos e 27.241 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações devido à instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

    O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.614.043 casos descartados e 250.117 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta segunda-feira. Na Bahia, 52.476 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

    Até às 18h desta segunda, a taxa de ocupação de UTI Covid adulto no estado é de 36%, com 193 leitos ocupados dos 536 disponíveis. Enquanto a taxa de enfermaria adulto é de 22% de ocupação, com 145 internados e 646 leitos disponíveis.

    Vacinação

    Por conta de uma atualização no sistema de envio de dados da vacinação, apenas 62 municípios fizeram o carregamento das informações relativas ao público vacinado. Desta forma, não será possível consolidar os dados relativos à vacinação nesta segunda-feira.

    Até este domingo (21), 10.952.306 de pessoas tinham sido vacinadas contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose ou dose única. Esse dado representa 86,02% da população com 12 anos ou mais, estimada em 12.732.254. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.