Terça, 20 Abril 2021 | Login
Terça-feira, 20 de Abril 2021
10:03:58pm
Casais são espancados por hóspede em resort de luxo na Praia de Guarajaba

Casais são espancados por hóspede em resort de luxo na Praia de Guarajaba

Na Rua da Alegria está o luxuoso Hotel Vila Galé Mares, na Praia de Guarajuba, onde uma diária pode chegar até R$ 2 mil. E foi lá que dois casais depositaram suas expectativas para o final de semana dos sonhos. Uma psicóloga e um corretor de imóveis de Santa Catarina estavam em sua primeira viagem de namoro, enquanto um médico e um bancário recém-casados de São Paulo aproveitavam a lua de mel. Todos esperaram desfrutar de bons momentos, usufruindo de toda a infraestrutura de um resort all inclusive (tudo incluído). Mas na verdade viveram momentos de terror, após serem esmurrados por um outro hóspede, neste sábado (27).

A psicóloga Valentina Baldino, 30 anos, usou seu perfil na rede social Instagram nesta segunda-feira (01) para tornar pública as agressões que sofreu dentro Hotel Vila Galé. “Acreditámos que viveríamos bons momentos, numa estrutura muito boa, que teríamos experiências gostosas e não foi nada disso. Além do espancamento, sofremos com a assistência péssima do hotel. Não havia seguranças, nem equipe médica e fomos atendidos num posto de saúde. Para se ter uma ideia, depois que registramos o boletim de ocorrência na delegacia, o hotel queria que voltássemos no mesmo táxi com o agressor. Foram sonhos depositados que viraram frustação, um filme de terror”, desabafou a psicóloga por telefone ao CORREIO.

Valentina levou socos no olho esquerdo. “Não consigo enxergar ainda. Não sei quantos socos recebia, mas os outros hóspedes disseram que foram muitos. Sinto também muitas dores pelo corpo”, disse ela, que sofreu uma hemorragia ocular e um corte profundo abaixo do olho. Ela deixou o hotel nesta segunda-feira, junto com o namorado, o corretor de imóveis Augusto Amorim, 29, que também foi agredido, mas não sofreu lesões aparentes. Eles chegaram à Bahia na sexta para passar quatro dias.

A reportagem também conversou por telefone com o segundo casal, que ainda está hospedado no Vila Galé. O bancário Bruno Braga Figlioli, 31, teve lesão abaixo do olho. Já o marido dele, o médico Renato Hideki Inoue Akiyama, 32, sofreu um corte profundo na mesma região do corpo. “No primeiro momento muita indignação, uma sensação de impotência, angústia. Foi terrível. Sempre tive vontade de conhecer Salvador e a primeira vez que vim foi para fazer exame de corpo delito no IML (Instituto Médico Legal)”, declarou Bruno, fazendo referência quando saiu do hotel para fazer exame de lesões corporais no IML, no Vale dos Barris.

Os quatro acusam como o principal agressor, o empresário Leonardo Bruno de Oliveira Freitas de Aguiar, 29, natural da cidade Coromandel, em Minas Gerais, mas que atualmente vive no Distrito Federal, onde possui uma clínica veterinária. Em nota, a Polícia Civil informou que a 33ª Delegacia (/Monte Gordo) apura um desentendimento ocorrido num hotel em Guarajuba, envolvendo seis hóspedes, no sábado (27). “Quatro pessoas acusam um homem e uma mulher de agressões físicas e verbais. A confusão teria começado depois que o filho do casal jogou água no grupo, que reclamou do incômodo. A ocorrência foi registrada como lesão corporal”, diz nota da PC enviada ao CORREIO.

Ao CORREIO, o Vila Galé Marés informou, em nota, que repudia atos de violência, e garante que todas as medidas cabíveis foram tomadas pelo hotel. Veja a nota completa:

"A Vila Galé repudia e não compactua com qualquer ato de violência. Em mais de 30 anos de operação, nunca registramos algo desta natureza em nossas unidades.

Em relação a este incidente envolvendo um grupo de hóspedes no sábado (27/2), no Vila Galé Marés (BA), informamos que nossas chefias e seguranças foram até o local para intervir, a polícia foi chamada, e foi disponibilizado transporte para que os envolvidos fossem levados à Unidade de Ponto Atendimento mais próxima, rapidamente. Todas as medidas cabíveis foram tomadas. Adicionalmente, ambos grupos receberam a opção de transferência de hospedagem para outro hotel, em Salvador, incluindo a devolução dos valores de suas reservas, porém os dois grupos optaram por permanecer no resort até o término de suas hospedagens. O hotel está colaborando com a investigação em curso, a qual foi classificada como agressão mútua entre as partes. Informamos ainda que já foram adotadas medidas adicionais de segurança no hotel. A Vila Galé lamenta este incidente e segue à disposição para mais esclarecimentos.

Em relação à enfermaria, sim, o hotel tem, mas devido às circunstâncias, era importante ter uma assistência médica, até para assegurar que não haviam ferimentos graves.

Sobre o retorno ao hotel, também é mentira, pois seria humanamente impossível colocar dois grupos, cada um com 4 pessoas, ou seja, oito pessoas, no mesmo carro".

Agressão
O hotel Vila Galé Marés é um resort na praia de Guarajuba, a 60 quilómetros de Salvador e próxima à Praia do Forte. O hotel conta com 432 quartos e 96 chalés, cinco restaurantes, seis bares, spa, piscina interior, sauna, piscina de hidromassagem, banho turco e inúmeras salas para massagens e tratamentos estéticos, além de academia, campos de tênis e polidesportivos e desportos náuticos para a prática de surf, bodyboard, windsurf ou mergulho.

Por volta das 16h de sábado, a psicóloga Valetina e o namorado, o corretor de imóveis Augusto, estavam na piscina junto com o outro casal, o bancário Bruno e o médico Renato, com quem fizeram amizade de imediato. Eles estavam numa parte da água perto do bar, mas distante do empresário Leonardo Bruno que também estava na piscina junto com a família – quatro mulheres, entre elas mãe e mulher do acusado, além do filho dele de quatro anos e outras crianças. Apesar das regras do hotel quanto à proibição de música alta e protocolos contra a covid-19, o agressor e os familiares faziam “algazarra” sem qualquer intervenção da administração. “Os adultos estavam nitidamente muito bêbados. Nós estávamos em outro clima. Era a nossa primeira viagem, Bruno e Renato viviam a lua de mel deles. Já os outros estavam de bebedeira. Jogavam Iphones na piscina, derramavam cervejas e caipirinhas na água, gritavam, expunham as intimidades deles. Então resolvemos ficar um pouco mais afastados”, contou Valentina.

Cerca de 20 minutos depois, o filho do empresário se aproximou dos dois casais e começou a brincar na água, molhando-os no rosto acidentalmente. Então, Bruno foi até a avó e disse que a situação estava incomodando. No entanto, ao invés de recriminar, a avó teria estimulando a criança a continuar com a brincadeira. Ainda segundo Valentina, empresário partiu para a violência depois de usar o filho para provocar o grupo. O menino brincava com uma boia e, vez ou outra, esbarrava nela e o namorado. Ainda na piscina, a avó da criança não gostou da queixa e começou a insultar a psicóloga.

“Só lembro de alguém falando ‘bate neles, eles não gostam de criança’. Vieram três para cima de mim, recebi tapa no rosto, na cabeça. Segundo relatos, levei um soco empresário e da mulher dele. Depois ele me deu mais dois socos e o meu rosto abriu e o meu sangue estava na água. Saí da piscina, meu namorado veio atrás e ele foi atrás do meu namorado e bateu nele também”, contou a psicóloga. Na hora, Bruno e Renato saíram da piscina e começaram a pedir socorro, chamaram pelos seguranças, que não apareceram. “Nós fomos atacados porque não aceitamos um homem de 1,90 de altura, com uns quase 120 kq atacando uma mulher de 1,60 e 50kg”, contou Bruno.

A confusão durou cerca de meia hora. Os casais relataram que procuraram a administração do hotel. “Ninguém nos encaminhou ara enfermaria, acredito que o hotel não tem. Nos colocaram numa UPA e ninguém do hotel nos acompanhou. Depois, o hotel disse que teria que escutar os dois lados, que pela lei não poderia expulsar as agressões e que seria vontade dos agressores saírem do hotel”, disse a psicóloga Valentina. Ela e o namorado ajá constiotuíram um advogado e disseram que vão adotar todas as medidas cabíveis contra o agressor e o hotel. O segundo casal disse que também pretende acionar a justiça.

Outra Versão
O CORREIO teve acesso à versão que o empresário Leonardo Bruno prestou na delegacia. A ocorrência foi realizada no Plantão Metropolitano do prédio-sede da Polícia Civil, na Piedade. Segundo ele, o filho teria jogado água em Valentina, que passou a xingar e dizer que não gostava de criança. Disse que, durante discussão, Valentina começou a discutir com a mãe do menino e posteriormente deu um soco na boca dele e em seguida aproximaram três a quatro homens e começou a briga.

Itens relacionados (por tag)

  • Bahia registra 85 mortes e 4.283 novos casos de covid em 24h

    A Bahia registrou 85 mortes e 4.283novos casos de covid-19 (taxa de crescimento de +0,5 %) em 24h, de acordo com boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) no final da tarde desta terça (20). No mesmo período, 4.014 pacientes foram considerados curados da doença (+0,5%).

    O total de mortes por covid-19 na Bahia é de 17.456. A taxa de letalidade da doença na Bahia é de 2,01%. Apesar das 85 mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram contabilizados nesta terça. 84 delas ocorreram em 2021, sendo 81 no mês de abril.

    De acordo com a Sesab, a existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se à sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

    Dos 868.047 casos confirmados desde o início da pandemia, 834.831 já são considerados recuperados, 15.760 encontram-se ativos. Na Bahia, 46.666 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

    Situação da regulação de covid-19

    Às 12h desta terça-feira, 69 solicitações de internação em UTI Adulto Covid-19 constavam no sistema da Central Estadual de Regulação. Outros 36 pedidos para internação em leitos clínicos adultos Covid-19 estavam no sistema. Este número é dinâmico, uma vez que transferências e novas solicitações são feitas ao longo do dia.

  • Feriado de Tiradentes: veja o que abre e o que fecha em Salvador em 21 de abril

    Os shoppings centers de Salvador não funcionarão com comércio de forma presencial nesta quarta-feira (21), feriado de Tiradentes. Embora a prefeitura tenha liberado, com medidas de restrição, o funcionamento dos estabelecimentos de terça a sábado, a determinação não engloba feriados. Com isso, as lojas, quiosques e outros serviços considerados não essenciais estarão fechados.

    Serviços de drive-thru, entrega por delivery, comércio de alimentos e supermercados irão abrir com medidas de restrição [Confira abaixo a lista com os horários de funcionamento dos estabelecimentos neste feriado].

    O transporte público em Salvador seguirá com as medidas adotadas pela prefeitura implantadas desde segunda-feira (19). A restrição de circulação nas ruas está proibido das 21h às 5h e a mudança será válida até 26 de abril.

    Academias, igrejas e hotéis não terão restrições de funcionamento. Já as praias, cinemas e os teatros seguem suspensos.

    A prefeitura informou também que a vacinação contra a Covid-19 seguirá na quarta-feira, e profissionais da Educação passarão a ser imunizados.

    SHOPPINGS
    Salvador Shopping
    Bompreço: das 8h às 20h;
    Espaço Gourmet: das 11h às 20h;
    Drive Thru: não funcionará
    Delivery: das 10h às 22h;
    Plataforma Salvador Shopping Online: das 10h às 21h:
    Lojas e quiosques não funcionarão.


    Salvador Norte Shopping
    Drive Thru: não funcionará;
    Delivery e Plataforma Salvador Norte Online: das 10h às 22h;
    Lojas e quiosques não funcionarão.

    Shopping Bela Vista
    Drive-thru: das 13h às 19h;
    Delivery: até as 23h.
    Lojas e quiosques não funcionarão

    Shopping Barra
    Restaurantes e drive thru: até as 20h;
    Lojas e quiosques não abrirão.

    Shopping da Bahia
    Academia Bodytech: das 10h às 13h, com acesso independente pelo estacionamento D5;
    Alimentação: sistema delivery

    Shopping Center Lapa
    O centro comercial estará fechado

    Shopping Itaigara
    Fechado na quarta-feira

    Shopping Paralela
    Delivery: 10h às 23h
    Drive Thru: 10h às 20h
    Serviços Essenciais: Estúdio Face - 10h às 20h;

    Shopping Paseo
    Restaurantes: das 12h às 20h, com acesso independente

    Boulevard Shopping Camaçari
    Lojas, salão de beleza e barbearia: C&A, Renner, Riachuelo, Le Biscuit e Americanas – das 12h às 19h;
    Demais lojas, salão de beleza e barbearia: das 14h às 19h;
    Academia: das 8h às 14h;
    Praça de alimentação: das 12h às 19h (após esse horário, somente por delivery);
    Delivery e "retire aqui": funcionamento normal por meio das plataformas digitais.
    Cartório, Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), cinema e espaços de lazer: não funcionarão nesta quarta-feira.

    SUPERMERCADOS

    Parque Shopping Bahia
    Funcionará das 12h às 20h30. Na quinta-feira (22), as atividades retornam ao seu funcionamento normal, das 10h às 20h30.

    Assaí
    As lojas da Calçada, Paripe, Mussurunga, Golf Club e Lauro de Freitas funcionam normalmente das 6h às 20h30.

    Extra
    As unidades da Vasco e da Rótula do Abacaxi funcionam das 7h às 20h30. A loja Extra Paralela funciona das 6h as 20h30.

    Pão de Açúcar
    Unidade Costa Azul funciona das 7h às 20h, enquanto que a unidade do Shopping da Bahia estará fechada.

    Ferreira Costa
    Fechado nesta quarta-feira.

  • Rui anuncia mudança em fluxo de carreira e nova avaliação psicológica para PMs

    O comandante-geral da Polícia Militar da Bahia, coronel Paulo Coutinho, anunciou nesta terça-feira (20) medidas que visam acelerar o fluxo de carreira dos policiais militares e a implementação de avaliação psicológica preventiva dos agentes. O governador Rui Costa, também presente, afirmou que um projeto para oferecer defesa jurídica aos policiais perante atos praticados em serviço está sendo discutido com a Procuradoria Geral do Estado (PGE) e deve ser anunciado em breve.

    Os comunicados foram feitos durante transmissão ao vivo pelos canais do Governo da Bahia e do governador Rui Costa no YouTube. Também estava presente o secretário de Segurança Pública, Ricardo Mandarino, que comentou sobre a possível implementação de assistência jurídica aos policiais mencionada pelo governador.

    “Os policiais têm que se defender e isso tem um custo alto, então é justo que o estado dê essa assistência, já que eles estavam ali para prestar serviço à sociedade. Não é justo que um policial que se envolve em uma situação inevitável de homicídio fique desprotegido. Vale ressaltar que estamos falando de legítima defesa, de operações corretas e enfrentamentos inevitáveis que resultam em morte”, pontuou.

    O governador Rui Costa prestou solidariedade aos familiares e amigos do soldado Cursino, policial militar morto nesta segunda (19) com um tiro na cabeça na região do Cabula e comentou sobre a política de armamento da população. “Eu quero prestar a minha solidariedade à família do soldado Cursino que, ontem, infelizmente, foi vítima dessa violência e é por isso que o meu posicionamento é muito claro e transparente contra essa política de armar a população e facilitar o acesso às armas. Infelizmente, quanto mais armas nas ruas, mais vítimas inocentes e policiais nós teremos”, opinou.

    “Mesmo que haja cadastro dessas pessoas, não é possível que o cidadão comum tenha direito a portar oito armas e que, eventualmente, um caçador chegue a ter 60 armas. Isso é um arsenal! Na medida que se perde o controle disso e essas armas são furtadas, emprestadas, desviadas, caem nas mãos de criminosos ou pessoas que não têm temperamento adequado para portar uma arma. Uma simples briga de rua, ou de trânsito, que poderia terminar em xingamentos, no máximo, pode culminar na morte de pessoas inocentes, inclusive”, completou Rui.

    Novas medidas para a PM
    A avaliação psicológica preventiva anunciada pelo comandante da PM será implementada para todos os candidatos aos cursos de progressão de carreira, inclusive aqueles que ainda não iniciaram as aulas em 2021. O projeto vai abranger cerca de 2.300 policiais militares que passarão por essa avaliação específica até o final de 2021.

    Com o fluxo de carreira apresentado, novos policiais serão convocados, novas vagas de qualificação serão criadas, haverá valorização da meritocracia e mais de 3 mil promoções previstas para 2021.

    Entre as medidas para acelerar promoções estão: retorno do curso de formação de sargentos, fazendo com que soldados e cabos possam chegar à graduação de sargento em menos tempo por meio de processo seletivo; ampliação do curso de formação de tenentes auxiliares com a criação de mais um turma; e a convocação de mil novos soldados no segundo semestre de 2021.

    A projeção para cursos da PM-BA para este ano prevê um total de 4.256 vagas. São elas: mil para curso de formação de soldados (CFS), 1.400 para curso de formação de cabos (CFC), 76 para curso de formação de oficiais (CFO), 80 para curso de formação dos oficiais auxiliares (CFOA), 200 para curso de formação de tenentes auxiliares (CFTA), 200 para curso de formação de sargento (CFS) e 1.300 para curso especial de sargento (CES).

    Para o comandante da PM, as medidas são um avanço para a instituição. “Externo nossa gratidão a esse projeto de estado que tem tido cuidado, sobretudo, com o ser humano policial militar. Isso só vai se traduzir na prestação de um melhor serviço para a nossa sociedade”, disse.

    O governador da Bahia comentou: “Acredito que, para qualquer carreira profissional, independente de ser pública ou não, as pessoas precisam se ver progredindo na carreira. É da natureza humana as pessoas quererem subir a escada da sua profissão. Quando as pessoas se sentem estagnadas, isso se associa a desestímulo e isso nós não queremos”, colocou.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Ad2