Sexta, 19 Agosto 2022 | Login
Nilton Almeida é o novo presidente do Conselho Deliberativo do Vitória

Nilton Almeida é o novo presidente do Conselho Deliberativo do Vitória

O advogado Nilton Almeida é o novo presidente do Conselho Deliberativo do Vitória. Ele foi eleito em votação interna durante reunião extraordinária do órgão realizada na noite de quarta-feira (8). Nilton Almeida venceu ao obter 61 votos, contra 30 de Vagner Reis, que representou a outra chapa concorrente.

Foram registradas cinco abstenções. O ex-delegado Luciano Patrício de Oliveira foi eleito vice-presidente. Os mandatos são válidos apenas até dezembro, já que em setembro ocorrerão eleições gerais no clube..

Nilton Almeida fica com o posto antes ocupado por Fábio Mota, que assumiu de forma definitiva a presidência do Conselho Diretor do Vitória. No dia 21 de maio, quando Paulo Carneiro foi destituído da presidência do clube, Fábio Mota, que ocupava o cargo de forma interina desde o final de outubro, foi efetivado. Ele vinha acumulando o posto de presidente do Conselho Deliberativo, mas precisou renunciar da antiga função.

O cargo de presidente do Conselho Deliberativo chegou a ser ocupado por alguns dias de maio pelo então vice-presidente do órgão, Antônio Carlos Menezes, o Cacau Menezes, mas ele renunciou no último dia 31.

Itens relacionados (por tag)

  • Vitória inicia venda de ingresso para decisão contra o Brasil de Pelotas

    Ainda no êxtase pelo resultado de 2x1 sobre o Mirassol fora de casa, no domingo, o Vitória já abriu a venda de ingresso para o jogo contra o Brasil de Pelotas, sábado (13), às 17h, no Barradão. É a última rodada, e a partida vale a classificação rubro-negra para a segunda fase da Série C.

    O bilhete de arquibancada custa R$ 40 (inteira) / R$ 20 (meia). Cadeira é o dobro: R$ 80 (inteira) / R$ 40 (meia). Sócio bronze tem desconto de 30% no valor de inteira e paga R$ 28 na arquibancada ou R$ 56 na cadeira. Os demais associados só precisam fazer check-in no site do Sou Mais Vitória.


    O ponto de venda disponível até o momento é o site da Futebol Card. Presencialmente, a Loja Sou Nego (Salvador Shopping) e a central do Sou Mais Vitória (Capemi) iniciarão ainda nesta segunda-feira, a partir de meio-dia.

    O clube divulgou, por volta das 8h, que já tem 3.500 ingressos garantidos. O Barradão tem capacidade para 30 mil torcedores, e a expectativa é de casa cheia.

    “Vamos mais uma vez lotar o Barradão para ir em busca da classificação dentro do nosso estádio, com apoio do nosso torcedor, que é muito importante. Vamos continuar nos dedicando para dar essa alegria para eles”, convocou o técnico João Burse na entrevista coletiva após a partida contra o Mirassol.


    O Leão está em 10º lugar, com 26 pontos, e só tem essa chance de entrar no G8, a zona de classificação. Remo, em 8º, e Aparecidense, em 9º, também somam 26 pontos. O trio se iguala ainda no saldo de gols, todos com 4. O que deixa o Vitória atrás é o número de gols marcados (24 do Remo, 22 da Aparecidense e 18 do time baiano).

  • Acordo do Bahia com Opportunity é de pagar R$ 35 milhões em 7 anos

    O Bahia está próximo de dar um passo importante no imbróglio envolvendo o Banco Opportunity, antigo investidor do Esquadrão. Nesta quinta-feira (28), o Conselho Deliberativo tricolor analisará e votará o acordo proposto entre clube e instituição financeira para colocar fim no processo existente entre as partes.

    Segundo apuração do CORREIO, no acordo o Bahia pagará ao Opportunity R$ 35 milhões divididos em 84 parcelas mensais, o que totaliza sete anos para a quitação da dívida.

    O Opportunity cobra na Justiça cerca de R$ 114 milhões do Esquadrão referente ao distrato do Bahia S/A realizado em 2006, durante a gestão do então presidente Petrônio Barradas.

    Com a negociação, o Esquadrão conseguiu abatimento de R$ 79 milhões, o que representa quase 70% de desconto no valor cobrado.

    Além do pagamento das parcelas mensais, fica estabelecido que caso o Bahia negocie direitos de transmissão, direitos de atletas ou se aderir a uma liga durante esses sete anos, repassará ao Opportunity percentuais do valor de cada contrato para amortizar a dívida. Esses percentuais variam de 5% a 15%, a depender do tipo de contrato assinado.

    O acordo entre Bahia e Opportunity foi enviado inicialmente ao Conselho Fiscal do clube, que emitiu parecer. As comissões Jurídica e de Administração e Finanças do Conselho também foram consultadas.

    O processo entre Bahia e Banco Opportunity é considerado pela diretoria o último entrave para a oficialização da proposta de Sociedade Anônima do Futebol (SAF) do clube. O tricolor está em negociação avançada com o Grupo City, e a expectativa é que após a resolução do imbróglio, a diretoria encabeçada pelo presidente Guilherme Bellintani leve ao Conselho Deliberativo a oferta de compra feita pelo fundo árabe.

    “Estamos em um empecilho formal que estamos perto de resolver. Após resolver isso, em dias a gente consegue formalizar a proposta. É a proposta que o parceiro e o Bahia construíram juntos, por isso demorou tanto. Tem um representante do nosso potencial investidor aqui no Brasil trabalhando", explicou Bellintani em entrevista ao Podcast do InfoBahêa, no início do mês.

    Apesar do dirigente falar “em dias”, não significa que, aprovando o acordo com o Opportunity hoje, o Bahia já constituirá uma SAF na próxima semana, por exemplo. Isso dependerá de outra consulta ao Conselho Deliberativo e, posteriormente, da aprovação dos sócios em assembleia geral. Mas é seguro considerar que deve ocorrer ainda este ano.

    Entenda o caso
    A disputa judicial entre Bahia e Opportunity teve início em 2016. Dez anos antes, em 2006, durante a gestão Petrônio Barradas, o tricolor fez um acordo para reaver as ações do Bahia S/A – o banco detinha 51%. O clube se comprometeu a repassar ao banco porcentagem da venda de atletas, sendo 10% em 2007, 20% em 2008 e 30% entre 2009 e 2023. O que nunca aconteceu.

    Além disso, o Esquadrão possuía uma dívida de R$ 13,5 milhões com o então parceiro no momento do distrato, que também não foi paga. De acordo com uma comissão do próprio Bahia, esse valor corrigido ultrapassaria os R$ 35 milhões – valor do acordo que será votado hoje. Nos R$ 114 milhões pedidos pelo Opportunity, o banco inclui também valores corrigidos das porcentagens das vendas de jogadores realizadas pelo clube.

    A parceria entre Bahia e Banco Opportunity teve início em 1998, um ano depois da primeira queda do clube para a segunda divisão. No boom da formação de clubes-empresa no Brasil, o tricolor tornou-se o Bahia S/A. Através da Liga Futebol, criada apenas para administrar o Esquadrão, o Opportunity virou dono de 51% do clube. Os outros 49% continuaram com a associação Esporte Clube Bahia.

    A instituição financeira fez investimentos no início da parceria, mas em campo os resultados não aconteceram. O time não conseguiu voltar à primeira divisão nos dois primeiros anos. Só em 2000, com a criação da Copa João Havelange, o clube retornou à elite através de uma “virada de mesa”.

    Três anos depois, em 2003, o Bahia foi rebaixado novamente. Com a relação desgastada, o Opportunity se afastou do clube. Em 2006, quando a equipe já estava na Série C, o Bahia fez uma oferta para retomar o controle da S/A. Na época, grupos de oposição ameaçavam negociar com o banco a compra das ações.

  • Comitê Organizador apresenta calendário oficial da Olimpíada de Paris

    A dois anos para a abertura da Olimpíada de Paris (França), o Comitê Organizador divulgou nesta segunda-feira (25) o calendário oficial de eventos que ocorrerão de 26 de julho a 11 de agosto de 2024. “Vamos abrir os Jogos para todos”, é o lema da edição dos Jogos de Paris. A mensagem visa chamar a atenção para a equidade de gêneros nos esportes.Comitê Organizador apresenta calendário oficial da Olimpíada de ParisComitê Organizador apresenta calendário oficial da Olimpíada de Paris

    Durante os 19 dias de competição serão 329 eventos esportivos. A cerimônia de abertura será no dia 26 de julho, mas dois dias antes já começam as disputas de futebol, handebol, rugby e tiro com arco.

    A partir do dia 27 de julho ocorrerão as disputas por medalhas no ciclismo (contrarrelógio feminino e masculino), judô, esgrima, saltos ornamentais, rugby sevens, tiro, natação e skate.

    De acordo com o calendário, a final do skate street masculino será no próprio dia 27 de julho, e a do feminino no dia seguinte. Nos Jogos de Tóquio, os brasileiros Kelvin Hoefler e Rayssa Leal faturaram uma prata, cada um, no street. Já a disputa do pódio no estilo park terá início em 7 de agosto.

    O torneio de surfe, cujo primeiro campeão foi o potiguar Ítalo Ferreira, em Tóquio, está previsto para o período de 28 de julho a 7 de agosto. As regatas da vela ocorrerão no mesmo período, em Teahupoo, na Polinésia Francesa, a 15 mil quilômetros de Paris. As brasileiras Martine Grael e Kahena Kunze – ouro duas vezes, na Rio 2016 e em Tóquio 2020 – devem ir em busca do tricampeonato.

    Já as disputas do atletismo, serão de 1º a 11 de agosto, no Stade de France e nas ruas da capital francesa. A disputa da final dos 400 metros com barreiras está prevista para o dia 9 de agosto e deve contar com a presença do paulista Alison dos Santos, bronze nos Jogos de Tóquio, e ouro na última terça (19), no Mundial de Atletismo em Eugene, no estado do Oregon (Estados Unidos).

    Tantos as disputas de atletismo como da natação (27 de julho a 4 de agosto) ocorrerão a partir das 20h30. As provas de maratona aquática, cujo ouro nos 10 km em Tóquio foi da baiana Ana Marcela Cunha, serão disputadas no Rio Sena, que corta Paris – nas proximidades da Ponte Alexandre III – nos dias 30 a 31 de julho.

    As provas individuais da Ginástica Artística começam em 1º de agosto. É grande a expectativa por mais uma participação da brasileira Rebeca Andrade em Paris: a ginasta voltou da última edição em Tóquio com uma prata (individual geral) e um ouro (salto). As finais (feminina e masculina) por aparelhos ocorrerão de 3 a 5 de agosto.

    Na última edição em Tóquio, o Brasil conquistou 21 medalhas (sete delas de ouro).

    Une invitation lancée au monde entier, à venir vivre ensemble des émotions nouvelles !

    Vous êtes à 1'30 min de découvrir le slogan de nos Jeux Olympiques ET Paralympiques #EnRoutePourParis2024 pic.twitter.com/t8Fzn41dgU

    — Paris 2024 (@Paris2024) July 25, 2022

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.