Domingo, 24 Outubro 2021 | Login
Na chuva, Vettel quase tira pole de Hamilton; Massa é 7º, Nasr cai no Q1

Na chuva, Vettel quase tira pole de Hamilton; Massa é 7º, Nasr cai no Q1

No treino classificatório do GP da Malásia, alemão da Ferrari brilha no molhada e fica a 0s074 do inglês da Mercedes. Nico é 3º. Brasileiro da Sauber tem problema no carro

A tradicional chuva de fim de tarde em Sepang caiu com força bem no meio do treino classificatório deste sábado, que definiu o grid de largada para o GP da Malásia, válido pela 2ª etapa da temporada 2015 da Fórmula 1. E já que em condições climáticas normais as Mercedes de Lewis Hamilton e Nico Rosberg são imbatíveis, era.


http://www.ojornaldacidade.com.br/components/com_jce/editor/tiny_mce/plugins/article/img/readmore.png); background-color: rgb(204, 204, 204); background-position: 50% 50%; background-repeat: no-repeat;">

na pista molhada que os concorrentes alimentavam esperança de desbancar as Flechas de Prata. Mas o bicampeão Lewis Hamilton, atual líder do campeonato, fez sua parte e garantiu a pole position com o tempo de 1m49s834. Ele só não contava que não seria seu companheiro Nico Rosberg, mas sim o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, seu principal concorrente desta vez. E que concorrente. Nos instantes finais da sessão, o tetracampeão encaixou uma ótima volta e anotou 1m49s908, ficando a apenas 74 milésimos do britânico. Não fosse uma balançada na última curva do circuito, Vettel poderia ter superado o tempo de Lewis, que ainda teria mais uma chance de recuperar a primeira posição, caso tivesse sido superado, mas dificilmente conseguiria dar o troco, pois acabou perdendo um pouco de tempo para Nico, que estava lento.

Massa à frente de Bottas; Nasr com problema

Relegado a coadjuvante, Rosberg marcou 1m50s299 e teve que se contentar com o terceiro lugar no grid. A equipe Williams, por sua vez, novamente se atrapalhou com a estratégia, fazendo Felipe Massa e Valtteri Bottas abortarem várias voltas durante o Q3. Ao fim, o brasileiro ficou com a sétima colocação, enquanto o finlandês foi o oitavo graças à punição a Romain Grosjean, que perdeu duas posições no grid de largada por ter furado fila na saída dos boxes no Q2. A RBR reagiu após o mau começo de temporada e emplacou seus dois pilotos no top 5: Daniel Ricciardo em 4º e Daniil Kvyat em 5º. Max Verstappen (STR) foi 6º. A surpresa ficou por conta do sueco Marcus Ericsson, que levou a Sauber ao Q3 e ficou com o nono lugar. Quem decepcionou foi Kimi Raikkonen. Após mostrar força nos treinos livres, o finlandês pegou tráfego no Q2, não conseguiu melhorar o tempo por causa do começo da chuva e acabou eliminado precocemente, ficando em 11º.

Quem também não se deu bem foi Felipe Nasr. Após a histórica estreia na Austrália, o jovem brasiliense de 22 anos tem amargado um fim de semana difícil. Com um problema no diferencial do carro (sistema que faz as rodas girarem em rotações diferentes nas curvas), Nasr acabou precocemente eliminado no Q1, junto com as McLaren de Fernando Alonso e Jenson Button e as Manor de Roberto Merhi e Will Stevens. Com isso, o piloto da Sauber largará na 16ª colocação.

Q1 - COM PROBLEMAS, NASR É ELIMINADO

Como já era de se esperar, com a McLaren ainda sofrendo neste início de parceria com a Honda, e a Manor/Marussia se arrastando com um carro de 2014 adaptado, Alonso, Button, Merhi e Stevens foram eliminados no Q1. Assim, restava apenas um para também sair mais cedo da sessão. Quem ocupava a ingrata posição nos instantes finais era Grosjean. Mas no zerar do cronômetro, o francês da Lotus pulou para sexto e empurrou para a zona de corte justamente Nasr, que ficou com a 16ª colocação.

- É uma coisa que venho lutando o fim de semana inteiro, uma sensação estranha no carro. Descobrimos no último treino que tinha um problema diferencial, mas não sei o conseguimos consertar isso para a classificação - lamentou.

Eliminados no Q1: Felipe Nasr (Sauber), Button (McLaren), Alonso (McLaren), Merhi (Manor) e Stevens (Manor)

Classificados para o Q2: Hamilton (Mercedes), Rosberg (Mercedes), Vettel (Ferrari), Sainz (STR), Bottas (Williams), Grosjean (Lotus), Ericsson (Sauber), Maldonado (Lotus), Raikkonen (Ferrari), Ricciardo (RBR), Massa (Williams), Kvyat (RBR), Verstappen (STR), Hulkenberg (Force India) e Pérez (Force India)

Q2 - CHUVA TRAI RAIKKONEN

No começo do Q2, por causa da ameaça de chuva, todos foram para a pista assim que o sinal verde foi acionado. Rosberg, Vettel e Bottas conseguiram voltas limpas logo de cara e assumiram as primeiras posições, Massa fez um tempo intermediário, aparecendo em sexto, enquanto Hamilton e Raikkonen pegaram tráfego e ficaram em oitavo e 11º, respectivamente. E a temida chuva caiu logo em seguida, e forte, para desespero do finlandês. Sem a possibilidade dos pilotos melhorarem seus tempos por causa da pista molhada, os eliminados já eram conhecidos ainda a 7 minutos do fim. Quem surpreendeu foi o parceiro de Nasr, Marcus Ericcson, que levou a Sauber ao Q3 com o décimo tempo.

Eliminados no Q2: Raikkonen (Ferrari), Maldonado (Lotus), Hulkenberg (Force India), Pérez (Force India) e Sainz (STR)

Classificados para o Q3: Rosberg (Mercedes), Vettel (Ferrari), Bottas (Williams), Ricciardo (RBR), Grosjean (Lotus), Massa (Williams), Verstappen (STR), Hamilton (Mercedes), Kvyat (RBR) e Ericsson (Sauber)

Q3 - VETTEL QUASE ROUBA POLE DE HAMILTON

Por causa da forte chuva, a direção de prova decidiu adiar o início do Q3 em mais de meia hora. Ainda com pista molhada, a maioria dos pilotos escolheu pneus intermediários, enquanto Bottas apostou nos compostos de chuva extrema e precisou voltar aos boxes para corrigir o erro.

Vettel foi o primeiro a marcar tempo, 1m53s178, mas logo foi desbancado por Rosberg, que anotou 1m51s066. Na sequência, Hamilton se impôs com 1m49s834 e assumiu a ponta. Restando três minutos para o fim do treino, a dupla da Williams havia abortado todas as voltas e não tinha marcado tempo.

Nos instantes finais a surpresa: não fosse uma balançada na última curva, o tetracampeão Vettel tinha tudo para ter desbancado a marca de Hamilton. O alemão ficou a apenas 0s074 do inglês. Na sequência, Rosberg completou sua volta, mas anotou 1m50s299, suficiente apenas para lhe dar o terceiro lugar no grid. Caso tivesse sido superado por Vettel, Hamilton ainda teria mais uma chance para retomar a pole, mas teria dificuldades, já que perdeu um pouco de tempo com o próprio companheiro. Massa e Bottas só conseguiram completar uma volta cronometrada e terminaram em sétimo e oitavo, respectivamente.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.